terça-feira, 13 de maio de 2008

Vida Fugaz


Por que as guerras? A vida é tão fugaz.

Precisamos desfrutar dessa raridade que é viver.

Ver o pôr do sol e deixar sua luz penetrar nossa alma sem se opor.

Brincar com uma criança como se isso fosse a coisa mais séria.

Tomar um bom vinho com amigos e celebrar a amizade.

Mostrar o álbum de fotografias suspirando de saudades.

A vida é tão fugaz.

Quem ganha coma guerra? Quem perde com ela?

Quero ouvir a música do Milton, do Fágner e do Djavan.

Quero ler Pessoa, Cecília e Drumond.

Quero curtir meus filhos e minha mulher.

Quero gritar gol do Fortaleza em êxtase.

Porque a vida passa, ela é uma raridade.

No fim, não quero ter tempo para lamentar,

Apenas mil motivos para celebrar.

Por que a guerra? A vida é fugaz.


Otacílio Pontes

Um comentário:

WedLa DiLkinha disse...

[...]Que seja eterno enquanto dure.[...] Já dizia Vinícius...

acho que ele também quis dizer que a vida é tão fugaz!

Carpe Diem!!!
\o/

Um abraço pastor!
Obrigada pelo texto!